O confronto entre adeptos e jogadores do River-PI após a derrota por 3-2 em jogo contra o Flamengo-PI, referente ao Campeonato Piauiense, ganhou contornos mais violentos. Nas imagens divulgadas nas redes sociais é possível ver o momento em que os jogadores do clube derrotado desceram do autocarro, depois de serem perseguidos por quatro horas, e arremessaram pedras em direção a um grupo de pessoas que protestou na porta do estádio Albertão, em Teresina.

A direção do River-PI já veio lamentar este episódio e justificou a atitude dos seus atletas ao considerar que foi tomada na "emoção daquele momento".

"A Direção do River-PI entende que a manifestação dos adeptos, ocorrida na porta do estádio, é legítima, desde que fique na esfera do protesto verbal, sem atos que possam colocar em risco a integridade física dos profissionais do clube. Os registros de má conduta de alguns, no Bairro Porto Alegre, é lamentável e não condiz com a conduta defendida pelo clube, mas entende também, que foi fruto da emoção daquele momento, do calor dos fatos".

Após perder para o maior rival, o River-PI foi surpreendido com um protesto de adeptos na saída do estádio Albertão, em Teresina. Os jogadores foram hostilizados por este grupo, que foi contido pela polícia, que acabou por disparar um tiro de borracha e acertar numa pessoa.

A derrota do River-PI custou a permanência do clube no G-2, a zona de classificação à final do Piauiense. O River-PI agora é o terceiro classificado na tabela com 14 pontos, menos um que Parnahyba (2º) e Fluminense-PI (1º).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.