O piloto português Miguel Oliveira (KTM) teve hoje um "dia muito desapontante" ao sofrer uma queda no Grande Prémio de Portugal de MotoGP, que o deixou no 16.º e último lugar, terminando "por respeito à equipa e aos portugueses".

O piloto de Almada, que saiu da 10.ª posição da grelha, não teve "um arranque muito bom", pois sentiu "dificuldades no início para parar a mota".

"Sentia o pneu dianteiro a mexer-se muito nas travagens e isso tornou ainda mais difícil ultrapassar", começou por explicar o piloto luso, em declarações difundidas pela equipa KTM.

Oliveira acabaria por cair quando a frente da sua RC16 escorregou na curva 14.

"Peguei na mota e continuei até ao fim por respeito à equipa, aos telespectadores e aos fãs portugueses. Não era este o espetáculo que eu queria dar. Temos de ultrapassar isto e concentrarmo-nos no futuro", concluiu Miguel Oliveira.

O português terminou a uma volta do vencedor, o francês Fabio Quartararo (Yamaha) e desceu ao 18.º lugar do campeonato, com quatro pontos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.