O médio Kevin de Bruyne disse hoje que a seleção da Bélgica, que na terça-feira enfrenta a França nas meias-finais do Mundial2018 de futebol, tem “uma grande equipa” e quer “ir à final”.

Segundo o médio do Manchester City, a equipa "joga junta há sete ou oito anos” e isso permitiu “construir sobre o potencial dos jogadores e aproximá-los do sucesso", além do trabalho do selecionador, o espanhol Roberto Martínez.

“Penso que nos fez crer mais nas nossas possibilidades. Provavelmente no Mundial e no Europeu anteriores não acreditávamos nas nossas hipóteses de vitória, tínhamos menos confiança. (...) Quando estás preparado, queres ir até à final”, referiu, em conferência de imprensa.

Confessando-se “muito emocionado” por poder jogar com a França nas meias-finais, de Bruyne pediu ao plantel que mostrasse “que quer ganhar”, até porque num Mundial “é sempre agora ou nunca”.

Mundial 2018: Roberto Martínez elogia de Bruyne e a “geração maravilhosa” da Bélgica
Mundial 2018: Roberto Martínez elogia de Bruyne e a “geração maravilhosa” da Bélgica
Ver artigo

O médio ofensivo elogiou o francês Kylian Mbappé, que é agora “uma estrela, e para os próximos 15 anos”, e falou do ‘ídolo’ da França, o antigo avançado Thierry Henry, campeão mundial em 1998 como jogador e atualmente adjunto de Martínez na Bélgica.

“Para ele, amanhã [terca-feira] vai ser mais difícil, mas está com a Bélgica e quer ganhar, é esse o seu trabalho”, atirou.

Bélgica e França disputam um lugar na final do Mundial2018 na terca-feira, pelas 19:00 (horas de Lisboa), num jogo marcado para São Petersburgo e que será dirigido pelo árbitro uruguaio Andrés Cunha.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.