O tenista espanhol Rafael Nadal, número dois mundial, anunciou hoje que recusou um ‘wild card’ para disputar o ATP 500 do Dubai, por ainda não se sentir pronto para voltar a competir, depois da participação no Open da Austrália.

Numa mensagem publicada na rede social Twitter, o esquerdino de Manacor e detentor de 20 títulos do Grand Slam agradeceu, mas declinou o convite da organização do torneio, que terá lugar no Dubai, entre 14 e 20 de março, e contará com a presença de três jogadores do ‘top 10’ do ‘ranking’ mundial, entre os quais o austríaco Dominic Thiem (4.º ATP), o suíço Roger Federer (6.º) e o russo Andrey Rublev (8.º).

“Gostaria de agradecer ao Dubai Tennis Champs pelo ‘wild card’. Pensei seriamente em jogar, mas ainda não me sinto pronto”, reconheceu Nadal, que já havia desistido de defender o título, na mesma semana, no ATP 500 de Acapulco, no México.

Além de desejar “muita sorte ao torneio”, o antigo número um mundial deixou um “especial agradecimento ao diretor do torneio, Salah Talak, tendo consciência dos seus esforços para garantir uma chegada sem problemas ao Dubai, durante esta pandemia provocada pelo novo coronavírus, sem precedentes e de tempos difíceis para todos.”

Rafael Nadal, de 33 anos, contraiu um problema nas costas durante a ATP Cup, em Adelaide, e que o afetou nas primeiras rondas do Open da Austrália, em Melbourne Park, onde viria a atingir os quartos de final, cedendo então diante do grego Stefanos Tsitsipas, em cinco 'sets'. Desde então, não voltou a competir.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.