O piloto português Miguel Oliveira (KTM) acredita que pode conseguir um "bom resultado" no Grande Prémio de Itália de MotoGP, sexta prova da temporada, depois de hoje ter sido o sétimo mais rápido na sessão de qualificação.

O piloto de Almada sente ter "um ritmo bastante promissor" para a corrida de domingo.

"Se é para vencer ou ficar no top5 só saberemos amanhã [domingo]. Um bom resultado seria terminar dentro do top5", sublinhou Miguel Oliveira.

O piloto português sente que este "foi o dia" em que esteve "mais forte".

"Falhar a segunda linha por tão pouco [0,002s] é frustrante, mas a mota portou-se bem e espero uma boa corrida", começou por dizer.

O piloto luso da KTM ainda não escolheu o pneu a usar, explicando que a escolha "vai depender da temperatura", mas sempre admitiu que "o duro à frente estava a funcionar bem".

Para esta prova, a KTM proporcionou um novo quadro [chassis] ao piloto português e mais velocidade de ponta na sua RC16.

"A velocidade extra é decisiva para ultrapassar e defender a posição nas retas", vincou Oliveira, que espera "as dificuldades de sempre".

"Corremos depois da prova de Moto2 e a pista tem menos borracha. Com o calor e os cones de ar, é mais fácil sobreaquecer os pneus", explicou à agência Lusa, na conferência de imprensa virtual desta tarde.

Miguel Oliveira deixou ainda uma palavra de incentivo ao suíço Jason Dupasquier, piloto de Moto3 de ascendência portuguesa que hoje sofreu um violento acidente no final da sessão de qualificação daquela categoria.

"Foi uma queda um pouco assustadora. Não temos notícias de nada, mas espero que corra tudo pelo melhor", concluiu.

Miguel Oliveira conseguiu hoje o seu melhor resultado do ano em qualificação, partindo da sétima posição da grelha para esta sexta prova da temporada.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.