O fixo Tomás Paçó, um dos atletas mais jovens na seleção portuguesa de futsal, afirmou hoje que “é muito fácil” trabalhar com os jogadores mais experientes, sentindo-se “muito bem” e orgulhoso de estar no Mundial.

“É muito fácil. São jogadores altamente experientes. Nos treinos e nos jogos dão-nos conselhos e é saber ouvir e respeitá-los. Eles sabem muito bem como é a competição e é muito bom estar ao lado destes jogadores”, sublinhou à agência Lusa Tomás Paçó, de 21 anos, em alusão a nomes como Ricardinho, Bruno Coelho, João Matos ou Bebé.

Ultrapassada a fase de grupos, na liderança do Grupo C, com sete pontos, fruto dos triunfos frente a Tailândia (4-1) e Ilhas Salomão (7-0) e uma igualdade com Marrocos (3-3), Tomás Paçó realçou a prestação individual e coletiva na prova até ao momento.

“Tenho-me sentido muito bem e temos estado bem. Conseguimos o nosso primeiro objetivo, que era passar em primeiro lugar. Individualmente, sinto-me bem aqui, muito orgulhoso de estar aqui e nos oitavos de final do Mundial”, disse o atleta do Sporting.

Na fase a eliminar, o primeiro obstáculo será a congénere da Sérvia, terceira colocada do Grupo F, com três pontos, resultantes de uma goleada aos Estados Unidos (7-0), na sequência de desaires contra o Irão (3-2) e a atual campeã mundial, a Argentina (4-2).

“É uma equipa forte, europeia. Já conhecemos muito bem a Sérvia, já jogámos algumas vezes contra eles e sabemos que é uma equipa forte e com qualidade. Temos de estar focados ao máximo e concentrados”, expressou o oito vezes internacional AA.

Para o que resta da competição, Tomás Paçó prometeu ainda contribuir “naquilo que o ‘mister’ quiser”, reforçando que se encontra em solo lituano para “dar tudo” e “ajudar a equipa a alcançar o objetivo”, que, desde cedo, foi apontado ao pódio no Mundial.

O encontro entre Portugal e a Sérvia, a contar para os oitavos de final do Mundial de futsal, está agendado para sexta-feira, às 20:00 (18:00 em Lisboa), na Zalgirio Arena, em Kaunas. O vencedor defrontará, nos ‘quartos’, a Espanha ou a República Checa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.