O Rennes ganhou hoje fora ao Lorient (2-0), o Marselha bateu em casa o Troyes (1-0), e o Lyon saiu vencedor da visita ao Montpellier (1-0), acompanhando a vitória do Paris Saint-Germain (PSG), líder da Liga francesa de futebol.

Os golos do Rennes só foram apontados no segundo tempo, depois de um golo invalidado pelo videoárbitro por fora de jogo aos visitantes aos 21 minutos, por Laborde (75) e Boku (78), mas possibilitaram a ultrapassagem ao Nice (que perdeu no sábado com o Metz e tem 26 pontos) e a conquista do segundo posto da Ligue 1.

Já o Lorient, que somou a quarta derrota consecutiva no campeonato, é 15.º com 15 pontos.

O defesa espanhol Pol Lirola deu os três pontos ao Marselha, com um golo aos 74 minutos, e os marselheses seguem em quarto com 26 pontos, os mesmos que o Nice.

No duelo entre o Montpellier e o Lyon, o internacional brasileiro Paquetá foi decisivo ao fazer o único golo do jogo aos 17 minutos, com o guardião internacional português Anthony Lopes nas redes dos vencedores, que somam 22 pontos e estão em sétimo lugar.

Nos outros jogos do dia em França, destaque para o PSG que virou o resultado frente ao Saint-Étienne (20.º com 12 pontos), último classificado, e está no extremo oposto do adversário na tabela, com 40 pontos.

Numa partida que decorreu debaixo de muita chuva e neve, e que marcou a estreia do defesa-central Sergio Ramos, ex-Real Madrid, que esteve afastado por lesão, a formação parisiense venceu, mas pode ter perdido o avançado brasileiro Neymar, que saiu aos 87 minutos, lesionado no joelho esquerdo.

O Saint-Étienne adiantou-se no marcador aos 23 minutos, atraves de Denis Bouanga, mas os homens da capital reagiram e deram a volta com um ‘bis’ de Marquinhos, aos 45+2 e aos 90+1, e Di Maria, aos 79, todos após passes de Messi.

O Bordéus (16.º com 13 pontos), com Ricardo Mangas no onze titular, foi derrotado em casa pelo Brest (12.º com 18), perdendo por 2-1, depois de ter estado em vantagem (Gregersen, 43), uma vez que Jeremy Le Douaron decidiu assumir o protagonismo do jogo e marcar por duas vezes, aos 60 e aos 66 minutos.

Mónaco (nono com 20 pontos) e Estrasburgo (oitavo com os mesmos 20 pontos) empataram a uma bola, com Gedson Martins a entrar aos 70 minutos para o lugar do francês Ben Yedder, que marcou para os monegascos aos 45+1, de penálti, enquanto os visitantes chegaram ao empate aos 48 por Ajorque.

O Reims fez valor o ‘fator casa’ para ganhar ao Clermont, por um golo sem resposta, apontado já nos descontos pelo defesa costa-marfinense Ghislain Konan, que lhe deu o 14.º lugar com 16 pontos, enquanto o rival de hoje é 18.º com 13, estando em zona de despromoção.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.