Tema de conversa inevitável depois do triunfo por 2-1 do Paris Saint-Germain sobre o Lyon na noite de domingo foi, naturalmente, a substituição de Lionel Messi.

O argentino foi substituído por Hakimi quando estavam decorridos 76 minutos de jogo, com o resultado da partida em 1-1, e mostrou desde logo não ter gostado da opção do treinador, Mauricio Pochettino .

Vídeo: PSG vence na receção ao Lyon. Messi foi substituído e não ficou satisfeito
Vídeo: PSG vence na receção ao Lyon. Messi foi substituído e não ficou satisfeito
Ver artigo

O técnico do conjunto parisiense, também ele argentino, lembrou que é a ele que cabe tomar opções. "Todos sabem que temos muitos jogadores muito bons. Cabe-nos fazer escolhas, no onze inicial e, depois, no jogo, sempre a pensar no melhor para a equipa e para cada jogador", explicou o técnico do PSG.

Pochettino salientou que é para isso que é treinador: para tomar decisões como a que tomou ao retirar Messi de campo. "Às vezes as decisões são positivas, outras nem por isso, mas é por isso que somos treinadores e estamos no banco. Para tomar decisões! E estas podem agradar ou não", frisou.

Pochettino acrescentou que o próprio Messi lhe confirmou que não estava com problemas físicos, mas que mesmo assim decidiu substituí-lo. "Perguntei-lhe como estava e ele disse-me que estava bem, sem qualquer problema", reconhecendo que foi uma oção meramente técnica.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.