O Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) reagiu esta tarde às agressões de que o árbitro Cláudio Durães foi vítima durante um jogo dos Distritais da Guarda, entre Vila Franca Naves e Gouveia.

O árbitro foi agredido por um jogador do Vila Franca Naves no último domingo, num jogo onde não existiu policiamento.

O Núcleo de Árbitros de Futebol da Guarda repudiou veemente a "inqualificável agressão" de que Cláudio Durães foi vítima e que obrigou o árbitro a receber assistência médica pelos ferimentos sofridos.

Esta segunda-feira, a APAF repudiou as agressões, afirmando que o ato deve de ser repudiado por todos.

"O Futebol não é um mundo à parte da sociedade, seja ele profissional ou amador. Este ato de violência, registado em vídeo e difundido nas diversas redes sociais, devem ser condenados por todos", escrevem, em comunicado.

A APAF apela ainda a uma "decisão urgente por parte dos decisões", realçando que a não obrigatoriedade de policiamento em todos os jogos " o reflexo de uma poupança financeira em que nada poupa e só prejudica. A sensação de insegurança não beneficia o espetáculo desportivo e os seus intervenientes".

"A APAF agirá em conformidade nesta e em qualquer situação semelhante, com todos os meios disponíveis e que possam proteger a dignidade deste ser humano, que também é Árbitro de Futebol. Desde o primeiro momento até à sua recuperação física e com a respetiva ação jurídica", acrescentam.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.