Naquela que é a única alteração no ‘top 10’ da hierarquia ATP, o jovem germânico, de 24 anos, conseguiu ‘empurrar’ o esquerdino de Maiorca, antigo número um mundial, que não vai jogar mais esta temporada devido a uma lesão no pé direito, para o quinto posto, graças à sua vitória na última noite ante o russo Andrey Rublev, por 6-2 e 6-3.

Enquanto Zverev se aproximou da terceira posição ocupada pelo grego Stefanos Tsitsipas, que derrotou nas meias-finais do Masters 1.000 de Cincinnati, o vice-campeão Rublev, de 23 anos, manteve-se na sétima posição da hierarquia, hoje atualizada.

Entre os jogadores portugueses, o lisboeta Pedro Sousa continua a ser o mais bem classificado, ao figurar no 128.º posto, após uma subida de quatro lugares, enquanto João Sousa permanece na 149.ª posição.

Frederico Silva, por sua vez, ascendeu ao 180.º lugar e Gastão Elias subiu oito degraus para se colocar no 233.º posto, ao passo que João Domingues está na 243.ª posição, Nuno Borges é 283.º e Gonçalo Oliveira 298.º.

No ‘ranking’ WTA, liderado pela australiana Ashleigh Barty, duas mexidas esta semana entre as dez primeiras. A japonesa Naomi Osaka cedeu o segundo lugar à bielorrussa Aryna Sabalenka e caiu para a terceira posição, enquanto a checa Barbora Krejcikova relegou a espanhola Garbiñe Muguruza para o 10.º posto e subiu a nona.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.