A tenista britânica Johanna Konta, que chegou a ser número quatro no ‘ranking’ mundial, anunciou hoje o fim da carreira profissional, aos 30 anos.

O comunicado da atual 113.ª classificada foi feito na rede social Twitter, após vários meses ausente do circuito, desde o torneio de Cincinnati, em agosto, altura em que jogou o seu último encontro.

“Através da minha própria resiliência e orientada por outros, consegui viver os meus sonhos e ser aquilo que queria ser em criança”, escreveu a jogadora nascida na Austrália e naturalizada britânica em 2012, num comunicado intitulado “agradecida”.

Nos últimos anos, Johanna Konta enfrentou alguns problemas físicos, devido a uma persistente lesão no joelho, que provocou a sua descida na hierarquia mundial, depois de se ter tornado na primeira britânica, desde Virginia Wade (1978), a atingir as meias-finais de Wimbledon, em 2017.

“A minha carreira como jogadora chegou ao fim e sinto-me incrivelmente agradecida pela carreira que foi. Tudo apontava para que não fosse bem-sucedida nesta profissão, ainda assim a minha sorte materializou-se nas pessoas que entraram na minha vida e tiveram impacto na minha existência, de uma forma que transcende o ténis”, acrescentou.

Além do feito no ‘major’ britânico, Johanna Konta conquistou o Open de Miami, em 2017, ano em que ascendeu ao quarto lugar no ‘ranking’ WTA, e disputou as meias-finais de Roland Garros e os quartos de final em Wimbledon e no Open dos Estados Unidos, no ano seguinte. Foi ainda semifinalista no Open da Austrália, em 2016.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.