A relação entre surfista brasileiro Gabriel Medina e a família - um grande suporte tanto na vida pessoal e profissional - já não é a mesma desde que se casou com a modelo Yasmin Brunet, em janeiro deste ano. A cerimónia no Havai foi consumada após menos de um ano de namoro e sem a presença de parentes.

A imprensa brasileira noticia que a relação não estaria a ser do agrado dos pais do surfista de 27 anos, bicampeão mundial.

Brunet começou a namorar com Medina pouco depois de se divorciar do modelo Evandro Soldati, em fevereiro de 2020,  colocando um ponto final num casamento que durou oito anos. Em fevereiro deste ano, os problemas com a família do atleta começaram a tomar contornos públicos, uma vez que o casal deixou de seguir a mãe e o padrasto dele nas redes sociais. Também Simone Medina e Charles Saldanha deixaram de acompanhar as publicações do filho e da nora.

Segundo uma publicação do jornal brasileiro Extra, os pais não teriam aprovado o casamento relâmpago e estariam preocupados com a influência da modelo na carreira do filho.

"Eles sempre viveram pela carreira do Gabriel, impondo disciplina, ao mesmo tempo que davam força e controlavam tudo de perto. Agora, Medina já não é mais um menino e divide a vida com a mulher dele", disse uma fonte ao jornal.

O ponto de rutura terá sido a demissão de Charles Saldanha, que, além de padrastro, também era o treinador do brasileiro desde o início da carreira. Recentemente, o bicampeão mundial confirmou que o australiano Andy King, que já trabalhou com grandes nomes do surf mundial, seria o seu novo treinador, o que alimentou toda a polémica.

Fotos do casal no Instagram

Medina afirmou que esta decisão foi tomada para que Saldanha possa dedicar à carreira da irmã dele, Sophia Medina. Na recente etapa australiana do mundial de surf, Medina viajou acompanhado apenas da mulher.

"Estava a pensar em todos, queria deixar o meu pai fazer o trabalho com a minha irmã, que precisa mais do que eu agora", contou Medina ao site Waves. "Estou a ficar mais maduro e sinto que posso fazer isto sozinho. Ter Andy ao meu lado dá-me mais confiança, porque é um grande surfista e entende muito sobre este desporto. Tem sido divertido."

A influenciadora digital Bruna Bordini, casada com o irmão de Gabriel Medina, também defendeu a modelo de 32 anos, que vem sendo alvo de críticas nas redes sociais: "A Yasmin é uma mulher que eu admiro muito, é boa pessoa, verdadeira e empática", afirmou a cunhada. "Ela tem um papel importante e é do bem".

De acordo com o site UOL, existem dois conflitos que explicam esse mal-estar entre o casal e a família dele.

Primeiro, a família de Medina é muito religiosa - a mãe Simone é evangélica - e a modelo não demonstrou interesse em seguir a mesma fé. Mais, Yasmin é bastante ligada a esoterismo, algo que a sogra repudia.

Segundo, Yasmin é vegetariana e, no entender da família, terá influenciado Gabriel a seguir pelo mesmo caminho, que já cortou na carne vermelha e frango. Na casa dos Medina, Charles não come carne vermelha há duas décadas e Simone é fã de churrasco, mas havia o entendimento de que Gabriel surfava melhor após consumir carne. Por esta versão, a postura de Yasmin afetaria a carreira desportiva de Gabriel, tão cuidadosamente tratada pela família ao longo de tantos anos.

A verdade é que a prestação de Medina não baixou de rendimento neste arranque de época do circuito mundial. O surfista brasileiro é o atual líder do ranking, tendo vencido a terceira etapa e chegado à final das duas primeiras. E ainda nos brinda com obras de arte como esta:

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.