O finlandês Kalle Rovanperä (Toyota Yaris) venceu hoje o Rali da Acrópole, na Grécia, nona prova do Campeonato do Mundo, em que o francês Sébastien Ogier (Toyota Yaris) foi terceiro e aumentou a vantagem na liderança do Mundial.

Rovanperä, que ascendeu à liderança da prova na sexta-feira, terminou com o tempo de 3:28.24,6 horas, deixando o estónio Ott Tänak (Hyundai i20) em segundo lugar, a 42,1 segundos, com Ogier em terceiro, já a 1.11,3 minutos do vencedor.

Rovanperä, que está a três semanas de cumprir 21 anos, venceu pela segunda vez no Mundial de ralis, depois de se ter tornado o mais novo de sempre a ganhar uma prova do campeonato, quando venceu o Rali da Estónia, em julho.

Hoje, o filho do antigo piloto Harri Rovanperä entrou ao ataque e venceu a primeira especial do dia.

Com uma vantagem superior a 40 segundos, não baixou o ritmo e concluiu o rali perfeito, ao vencer também a ‘power stage’ final, arrecadando os cinco pontos extra para o campeonato.

“Não estava muito confortável quando vim para aqui, mas mostrei que, agora, as coisas estão a correr bastante bem para nós e que podemos puxar a sério”, frisou o vencedor.

Ogier aproveitou as falhas mecânicas que atingiram o Toyota Yaris do britânico Elfyn Evans e o Hyundai i20 do belga Thierry Neuville, na sexta-feira, para alargar ainda mais a vantagem no comando do campeonato, chegando aos 180 pontos.

“Atingimos o objetivo que tínhamos para esta prova, que passava por manter a liderança do campeonato, e ainda a alargámos”, comentou o francês.

Evans tem agora 136 pontos, contra 130 de Neuville e 129 de Rovanperä, que entrou na luta pelo vice-campeonato.

Entre os construtores, a Toyota tem 397 pontos, contra 340 da Hyundai e 153 da Ford.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.