O piloto australiano Jack Miller (Ducati) venceu hoje o Grande Prémio de França de MotoGP, em Le Mans, numa prova, marcada pela chuva, em que o português Miguel Oliveira (KTM) abandonou devido a queda.

Miller, que conquistou a segunda vitória consecutiva no campeonato, deixou o francês Johann Zarco (Ducati) na segunda posição, a 3,970 segundos, e o também gaulês Fabio Quartararo (Yamaha) em terceiro, a 16,172 segundos.

A corrida começou com piso seco e com a liderança do australiano Jack Miller (Ducati) mas, três voltas mais tarde, a chuva que se abateu sobre o circuito de Le Mans obrigou os pilotos a irem às ‘boxes’ para trocarem de mota, para uma com pneus de chuva.

O espanhol Marc Márquez (Honda) assumiu a liderança nessa altura graças à maior rapidez na operação de troca de mota e aí continuou até que, a 20 voltas do final, caiu uma primeira vez e perdeu muito tempo para regressar à pista.

O azar de Márquez foi aproveitado pelo francês Fabio Quartararo (Yamaha) para assumir a liderança, enquanto Miller era penalizado com uma dupla passagem pela volta mais longa ao circuito francês por ter excedido a velocidade máxima permitida na via das ‘boxes’.

Miguel Oliveira, que chegou a estar na 16.ª posição, começou a recuperar terreno, chegando ao nono lugar, numa altura em que era o mais rápido em pista.

No entanto, o piloto português voltou a cair, pela segunda vez este fim de semana, agora na curva 3 e a 15 voltas do final.

Apesar de ter tentado regressar à corrida, tal como tinha feito no GP de Portugal, a mota não estava em condições e o piloto de Almada viu-se forçado a abandonar.

Apesar da penalização, Miller foi quem melhor se deu com o piso molhado, ganhando uma vantagem superior a quatro segundos, que depois soube gerir quando o asfalto começou a secar.

Marc Márquez acabaria por sofrer nova queda, abandonando definitivamente, tal como o campeão em título, o espanhol Joan Mir (Suzuki), e o seu companheiro de equipa e compatriota, Alex Rins.

Com estes resultados, Quartararo regressa à liderança do campeonato, com 80 pontos e um de vantagem sobre o italiano Francesco Bagnaia (Ducati), que foi quarto classificado.

Miguel Oliveira perdeu duas posições, caindo de 17.º para 19.º, com nove pontos, os mesmos do italiano Valentino Rossi (Yamaha), que foi 11.º.

A próxima prova do Mundial de MotoGP é o GP de Itália, a 30 de maio.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.