Fernando Alonso correu, este fim de semana, o seu primeiro Grande Prémio desde o regresso à Fórmula 1. Contudo, o piloto espanhol viu-se obrigado a abandonar o Grande Prémio do Bahrain de Fórmula 1, que se disputou no domingo, com problemas no seu Alpine.

Decorria a volta 31 quando Alonso parou, em virtude de problemas no sistema de travagem do seu monolugar. Problemas que, sabe-se agora, foram provocados por uma embalagem de plástico de uma sanduíche que ficou presa ao travão traseiro, fazendo dessa forma aumentar a temperatura do mesmo e acabando por danificar o sistema de travagem.

"Foi retirada uma embalagem de uma sanduíche que estava presa no travão traseiro do carro e que fez aumentar a temperatura, danificando o sistema de travagem. Tivemos de o retirar da corrida, por questões de segurança. Foi azar, porque ele estava muito bem", explicou o diretor executivo da Alpine (antiga Renault), Marcin Budkowski.

Além do problema de travões, o piloto espanhol, que regressou este ano às pistas, após dois anos de ausência, também sentiu algumas falhas de potência no motor do seu Alpine (antigo Renault).

Antes de abandonar a prova, Alonso, que partiu no nono lugar, chegou a correr no sétimo posto.

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) venceu o GP do Bahrain, primeira das 23 provas do Mundial de Fórmula 1 de 2021, que tem o GP de Portugal como terceira jornada, em 02 de maio, no Algarve.

*Artigo corrigido e atualizado

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto