“É uma sensação de enorme satisfação, estar num clube com a dimensão do Benfica. É um marco na carreira. Agora, resta-me trabalhar muito e diariamente. Após visitar o museu, o meu objetivo é recheá-lo, continuar a trabalhar e engrandecer o nome do clube", afirmou o hoquista, de 32 anos, em declarações à BTV.

Daniel Oliveira, conhecido por Poka, já envergou as camisolas de Gulpilhares, Valongo, Oliveirense, Sporting e FC Porto, e prepara-se para seguir as ‘pisadas’ do irmão mais velho, Caio, jogador do Tomar, que também representou ‘dragões, ‘leões’ e ‘águias’.

O defesa/médio manifestou a intenção de “maximizar” as suas qualidades no Benfica e dar “1.000%” nos jogos, de forma a ajudar o clube “a ganhar todas as competições em que está inserido”.

O Benfica, que foi campeão nacional de hóquei em patins pela última vez em 2016, ficou-se pelas meias-finais da última edição do campeonato, conquistado pelo Sporting.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto