Ricardinho surgiu desolado na zona mista com mais uma derrota de Portugal aos pés da Itália no Europeu de futsal, em Antuérpia.

O jogador referiu que Portugal não fez por merecer a final, uma vez que falhou na eficácia.

«Estamos tristes. Não era este o resultado que queríamos. Não era isto que merecíamos. Trabalhamos da mesma forma, mas quando cometemos erros individuais como continuamos a cometer, não merecemos a final. Queríamos muito, tínhamos muita vontade, estávamos a trabalhar bem. Tivemos as melhores ocasiões mas está comprovado que quando erramos, os outros aproveitam. Nós precisamos de 50 oportunidades para marcar um golo. Quando assim é, não há nada a fazer», confessou.

 Para Ricardinho, os jogadores lusos têm de dar «um pouco mais», ser «mais competitivos e mais humildes» dentro de campo.  

Questionado sobre como se recupera o ânimo para o jogo do terceiro e quarto lugar, o internacional português reconhece ser difícil, mas assume que há muita vontade de estar no pódio neste Europeu.

«Se nós queríamos a final, é sinal que queríamos estar no pódio, então temos que arranjar soluções para recuperar. Há que melhor todos os aspetos para chegarmos lá. É o jogo que ninguém quer jogar, mas que se quer vencer para não ficar fora do pódio».

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.