Os internacionais portugueses de futsal André Coelho, Pany e Afonso Jesus foram hoje unânimes nos elogios à liderança do selecionador Jorge Braz, sublinhando o espírito de família da equipa das ‘quinas’, que se sagrou bicampeã europeia no domingo.

“Ele transmite-nos toda a confiança. Para ele, somos os melhores jogadores do Mundo. Ele confia em nós de olhos fechados. Na segunda parte do jogo com a Espanha [meia-final, 3-2], nem sequer falou. Já sabíamos perfeitamente o que tínhamos de fazer, com os valores que nos transmite antes dos jogos e a preparação que fazem para nós conseguirmos ganhar os jogos”, afirmou André Coelho.

A seleção das ‘quinas’ foi acolhida em festa na sede da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), em Oeiras, já depois de ter sido recebida pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém, celebrando o triunfo na final do Europeu Países Baixos2022, por 4-2, diante da Rússia, domingo, em Amesterdão.

“Dos golos, fui eu, podia ter sido outro. Aqui não importa quem marca. Vivemos todos o mesmo espírito de união”, acrescentou o fixo/universal do FC Barcelona, que marcou dois dos golos lusos no encontro decisivo.

Portugal somou um segundo título continental para juntar ao do Europeu Eslovénia2018 e um ano após a conquista do cetro mundial Lituânia2021.

“O meu muito obrigado ao ‘mister’ [Jorge Braz] por também sempre acreditar em nós, mesmo quando nós duvidamos. Acredita em nós de uma forma incrível e estes títulos que sirvam também para demonstrar toda a competência, qualidade e o carinho que ele tem por nós”, frisou o ala do Sporting Pany Varela, autor de um dos golos da final.

Por seu lado, o fixo do Benfica Afonso Jesus definiu “família” como a palavra-chave da mais recente conquista da seleção portuguesa.

“Temos alguém que nos conduz de uma maneira inacreditável, que nos passa uma confiança... Acredita em nós de olhos fechados. É impressionante, só visto mesmo, só vivido da maneira que nós vivemos é que é possível perceber que a pessoa que nos conduz, neste caso o ‘mister’ Jorge Braz e toda a sua equipa técnica, passa-nos uma mensagem, uma força e uma energia tais, que nos contagia de tal forma que, a perder 2-0, como já aconteceu variadíssimas vezes, nós conseguimos virar o jogo e alcançar os títulos que queremos”, resumiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.