O britânico Chris Froome é o principal candidato ao triunfo na Volta a França em bicicleta, que vai cumprir a 105.ª edição, na qual busca uma quinta vitória, dias depois de ter sido ilibado da prática de doping.

Na primeira edição sem portugueses desde 2008, o corredor da Sky, vencedor em 2013, 2015, 2016 e 2017, procura igualar as cinco vitórias de Eddy Merckx, Jacques Anquetil, Bernard Hinault e Miguel Induraín, o que constitui um recorde, uma vez que os sete triunfos de Lance Armstrong, entre 1999 e 2005, foram ‘riscados’, por assumidas práticas de dopagem

O êxito nesta prova permitirá ao britânico vencer quatro grandes voltas seguidas e igualar o feito de Eddy Merckx. O belga venceu o Giro e o Tour de 1972 e a Vuelta e o Giro de 1973, enquanto Froome venceu o Tour e a Vuelta de 2017 e o Giro de 2018.

Com três pódios nas últimas quatro edições, o colombiano Nairo Quintana surge sempre como um dos mais fortes candidatos a destronar Froome, embora o lote de candidatos se alargue a Alejandro Valverde, Mikel Landa, Rigoberto Uran, Adam Yates, Tom Dumoulin ou Romain Bardet.

A 105.ª edição da Volta a França em bicicleta decorre até 29 de julho, com 3.351 quilómetros divididos por 21 etapas, a primeira das quais a ligar Noirmoutier-en-l'Ile a Fontenay-le-Comte (189 km).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.