A ciclista portuguesa Raquel Queirós terminou hoje em 26.º a prova de sub-23 da Taça do Mundo de ‘cross-country’ olímpico (XCO), disciplina em que vai estrear-se nos Jogos Olímpicos Tóquio2020.

A tricampeã nacional gastou mais 10.36 minutos do que a vencedora, a austríaca Mona Mitterwallner. A dinamarquesa Caroline Bohe e a alemã Leonie Daubermann terminaram nas segunda e terceira posições, a 03.08 e 03.56 minutos, respetivamente.

“A Raquel Queirós revelou grandes dificuldades com a lama, tal como já sucedera no campeonato do mundo do ano passado, não conseguindo o desempenho de que é capaz e a que já nos habituou. É um aspeto que terá de trabalhar no futuro”, explicou o selecionador nacional de BTT, Pedro Vigário, citado pela Federação Portuguesa de Ciclismo (FCP).

Na mesma prova, mas por iniciativa da equipa Guilhabreu BTT, Jéssica Costa foi 50.ª, a três voltas da vencedora.

Ainda hoje, Mário Costa e Joana Monteiro (Axpo/FirstBike Team/Vila do Conde) vão disputar as provas de elite.

Nas corridas de ‘downhill’, em elites, Gonçalo Bandeira foi 37.º a 13,077 segundos do francês Thibaut Daprela, enquanto Nuno Reis, nos juniores, terminou no 18.º posto, a 15,876 segundos do vencedor, o canadiano Jackson Goldstone, companheiro de equipa de Reis na Miranda Factory Team.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto