Os portugueses Isaac Nader, nos 1.500 metros, e Leandro Ramos, no lançamento do dardo, sagraram-se hoje em Alicante, Espanha, campeões ibero-americanos de atletismo, com Portugal a elevar assim a sua contabilidade para três ouros.

Os sucessos de hoje seguem-se ao título de Jessica Inchude no lançamento do peso, sábado, nos Campeonatos Ibero-Americanos em que Portugal regista já 16 medalhas no total.

O triunfo de Nader foi conseguido com recurso à grande 'arma' do meio-fundista algarvio, que após seguir bem colocado na corrida lançou uma aceleração muito forte, a 150 metros do final.

Nader ganhou em 3.43,86 minutos, à frente do argentino José Zabala (3.44,55) e do andorrano Pol Moya (3.44,64).

Leandro Ramos, que há uma semana bateu o recorde nacional do lançamento do dardo em Doha, em 'meeting' da Liga Diamante, voltou a demonstrar que está em grande forma e triunfou com 81,37 metros.

Seguiram-se os brasileiros Pedro Nunes Rodrigues (80,74) e Luiz Dias da Silva (80,41), ambos com recordes.

Com estas medalhas, Portugal eleva para 34 o total de ouros no historial luso na competição.

Iniciada em 1960 com o nome de Jogos Ibero-Americanos, esta competição que reunia os países de língua portuguesa e espanhola teve vida efémera, tendo apenas sido realizadas duas edições, em Santiago do Chile (1960) e Madrid (1962).

Apenas vinte anos depois se formalizaria, em Madrid, a Associação Ibero-Americana de Atletismo, com a presença de 22 países fundadores, aos quais se juntariam, em 1996, os novos países de expressão portuguesa e a Guiné Equatorial.

A edição inaugural realizou-se em 1983, em Barcelona, e Portugal acolheu os campeonatos em 1998.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.