Susana Cunha foi hoje a única das três portuguesas a terminar a maratona dos Europeus de atletismo, concluindo em 50.ª a prova em que Sara Moreira e Solange Jesus desistiram.

Na sua estreia em Europeus, Susana Cunha, de 33 anos, a mais nova da equipa lusa, concluiu o desafio em 2:49,36, a 22.16 da surpreendente nova campeã, a polaca Aleksandra Lisowska, e bem acima do registo do apuramento, em Sevilha, com 2:30.54 horas.

O título europeu foi, inesperadamente, para Aleksandra Lisowska, com 2:28,36 horas, o seu melhor esta época, à frente da croata Matea Parlov, a seis segundos, e da holandesa Nienke Brinkman, a 16 segundos, o mesmo tempo da alemã Miriam Dattke, quarta, num pódio pouco provável, dado o currículo das atletas.

Aos seus sextos europeus, Sara Moreira estreou-se na maratona, mas não foi feliz, abandonando, tal como tinha acontecido em Tóquio2020 e no Rio2016, nas suas duas experiências olímpicas nesta distância - foi 14.ª nos 10.000 metros em Londres2012 e 22.ª nos 3.000 metros obstáculos em Pequim2008.

No seu derradeiro registo na competição, aos 25 quilómetros, seguia em 18.ª, a 56 segundos da liderança, cujo grupo foi integrando até aos 15 quilómetros.

A atleta de Santo Tirso, que assumiu ter vindo a Munique para “desfrutar, sem pressões”, tem no currículo o terceiro lugar em Nova Iorque, em 2014, um ano antes de ter sido quarta na mesma competição.

Já Solange Jesus apresentou-se com a melhor marca do ano das três portuguesas, com 2:29.04 realizada em Paris, mas a sua estreia em Europeus não correu bem, acabando igualmente por desistir.

A atleta de 35 anos ainda passou em 28.ª no controlo dos 18,2 quilómetros, a 2.08 minutos da liderança, contudo o seu desempenho acabou pouco depois.

A segunda edição dos campeonatos Europeus multidesportos está a decorrer em Munique até 21 de agosto e reúne nove modalidades, estando Portugal representado em sete, nomeadamente atletismo, canoagem, ciclismo, ginástica artística, remo, ténis de mesa e triatlo.

A seleção portuguesa conquistou até ao momento uma medalha de ouro, através do ciclista Iúri Leitão, que se sagrou campeão europeu de scratch, no ciclismo de pista.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.