O atleta francês Wilfried Happio, de 23 anos, está nas bocas do mundo depois de se ter sagrado campeão nacional de 400 metros barreiras do seu país com o tempo de 48'57s. Um recorde pessoal e o quinto melhor tempo de sempre de França.

Mas não é nem pelo título, nem pelo tempo logrado que é notícia. É que quando fazia o aquecimento para a final da prova, Happio foi barbaramente agredido por um homem. De acordo com relatos do treinador de Happio, o suspeito aproximou-se do atleta, perguntou-lhe se era Happio e, perante a resposta afirmativa, agrediu-o a soco.

Happio ficou visivelmente marcado no olho esquerdo mas, apesar disso, correu com um olho tapado e acabou mesmo por vencer a a corrida.

Depois, surgiu na zona mista para prestar declarações aos jornalistas visivelmente afetado e em lágrimas, com o nariz ensanguentado. "Não quero pensar no que aconteceu, só quero falar da corrida. Foi difícil, só com olho, mas as sensações foram boas", afirmou.

O agressor, esse, foi identificado e detido pela polícia logo após o incidente.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.