Sérgio Conceição mostrou-se feliz depois de consumada a 'dobradinha' do FC Porto com o triunfo sobre o Tondela na final da Taça de Portugal, no Estádio Nacional.

O técnico começou por falar do facto de ser o primeiro treinador português a conquistar duas 'dobradinhas' em Portugal. "Esses recordes são importantes quando conquistamos títulos e este ano foram dois, os mais importantes a nível nacional. Estamos muito felizes, foi ano fantástico, com muitas dificuldades, encontrámos adversários fortes no campeonato e tivemos um percurso imaculado na Taça, em que vencemos os nossos grandes rivais, Benfica e Sporting. E Sporting e hoje foi a cereja no topo do bolo", disse na flash-interview à 'Sport TV'.

Conceição abordou depois o triunfo no Jamor. "Foi o respeito que tivemos pelo Tondela que fez com que possamos estar aqui a festejar com toda a justiça», acrescentou. Mas reconheceu que não gostou de tudo o que a equipa fez, sobretudo na primeira parte: «Houve uma ou outra situação que vamos corrigindo e o Zaidu levou um bocado nas orelhas [risos]. Estivemos bem melhor na segunda parte, mesmo os homens da frente. O resultado acaba até por ser curto para o que fizemos", sublinhou.

O treinador do FC Porto garantiu ainda que não he custou subir a escadaria do Jamor para erguer a Taça, depois de ter parado a meio do trajeto. "Não me custou subir, apesar de eu hoje ter feito quase 20 quilómetros [a correr], no final senti ali um bocadinho, mas com esta felicidade podia subir mais 300 degraus com prazer. Estava a olhar para a família, a ver onde estava. Mais uma vez dedico-lhes esta conquista", concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.