Depois de ver a sua equipa alcançar um suado triunfo na receção ao Spezia, por 4-3, em partida da 19.ª jornada da Serie A, o treinador português, Paulo Fonseca, que com o triunfo pôde respirar um pouco mais de alívio, face à titubeante posição do seu cargo como treinador principal do clube, voltou a ser confrontado com as críticas de quem tem sido alvo nos últimos tempos.

Na resposta, Paulo Fonseca fez, apenas, questão de exigir mais respeito para a Roma, desvalorizando a contestação de que ele próprio vem sendo alvo.

"Estou focado exclusivamente na equipa e às vezes é incompreensível a forma como somos tratados. Estamos no terceiro lugar e parece que somos últimos. A Roma é mais que o Paulo Fonseca, merece ser respeitada. Quanto aos treinadores que têm sido apontados? Não vi, nem ouvi nada", afirmou no final do encontro.

Outra questão que deu que falar no encontro foi a ausência do goleador e capitão Edin Dzeko, que não fez parte da ficha de jogo. "Não quero falar sobre isso. Percebo a vossa curiosidade, mas não vou dizer mais nada. O que importante foi o que esta equipa conseguiu uma grande vitória", concluiu o técnico português.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto