'Bis' e sete golos no campeonato, uma assistência e mais uma exibição de encher o olho. Pedro Gonçalves saltou este sábado para a liderança dos melhores marcadores da I Liga, tendo igualado, em apenas sete jornadas, o registo da época passada ao serviço do Famalicão. Foi ele quem comandou a goleada do Sporting em casa do Vitória de Guimarães, destruindo aquela que era a melhor defesa do campeonato até ao momento.

Os 'leões' somam o quarto triunfo consecutivo no campeonato e garantem que vão chegar ao final da ronda na liderança isolada, independentemente do resultado do Benfica-SC Braga - são, para já, quatro pontos de vantagem.

Com Nuno Santos em vez de Tiago Tomás em relação ao onze que goleou o Tondela, o Sporting entrou a todo o gás e dispôs de duas oportunidades flagrantes logo no minuto inicial: Bruno Varela foi destemido no frente a frente com Sporar, e logo a seguir João Mário atirou à trave. Aproveitando a passividade dos defesas do Vitória, os 'leões' voltaram a estar muito perto do 1-0 ao minuto 8, mas o remate cruzado de Sporar saiu ao lado.

Da ameaça à concretização foi apenas uma questão de tempo. Aos 11’ Pedro Gonçalves recuperou a bola no meio-campo e apareceu sozinho pelo lado direito, com tempo para assistir Nuno Santos, que até dominou mal, mas conseguiu encontrar posição para rematar para o fundo das redes.

Qualquer esboço de reação dos vimaranenses - Suliman obrigou Adán a uma defesa por instinto aos 22' - era rapidamente anulado pelas lacunas do seu setor defensivo, que continuava a ceder demasiados espaços. E o Sporting soube aproveitar essas brechas, acabando por aumentar a vantagem pouco antes do intervalo: combinação de Pedro Porro na direita com Sporar, o lateral ganhou a linha de fundo e cruzou atrasado para o remate de Pedro Gonçalves (43'), com a bola a sofrer um desvio e a trair Bruno Varela.

O Vitória de Guimarães entrou melhor na segunda parte e chegou mesmo a marcar aos 51’, num lance anulado por fora de jogo de André André. Mas voltou a facilitar quando Suliman deixou que a bola longa de Adán fosse parar aos pés de Pedro Gonçalves, que voltou a não desperdiçar na cara de Varela. Sétimo golo na I Liga para o médio 'leonino', que ultrapassou Thiago Santana como melhor marcador da prova.

Perante um Vitória desorientado e sem capacidade de reação defensiva, o Sporting continuou a dominar e ainda chegou ao 4-0 com um golo saído do banco. Matheus Nunes trabalhou bem na zona central e serviu Jovane Cabral, que antes de rematar ainda deixou Pepelu pelo caminho. Tudo muito fácil para os leões, que seguem firmes (e invencíveis) na liderança, com o melhor ataque e a defesa menos batida.

O momento

2-0 por Pedro Gonçalves (43'): Numa altura em que o Vitória subia de rendimento, o golo do ex-Famalicão, com alguma sorte à mistura, deu outra tranquilidade ao Sporting no regresso ao balneário.

O melhor

Pedro Gonçalves: Já marcou tantos golos nestas sete primeiras jornadas como em todo o último campeonato pelo Famalicão. É o primeiro sportinguista desde Bas Dost a bisar em jogos consecutivos na I Liga e também o primeiro desde Fredy Montero em 2013/14 a ter tantos golos com apenas sete rondas disputadas. Frente ao Vitória de Guimarães, bisou e ainda deu a marcar. Um arranque de sonho.

O pior

Suliman: O central inglês teve uma noite para esquecer. Contribuiu para o segundo golo e teve uma péssima abordagem no lance que resultou no terceiro, deixando a bola passar nas suas costas.

Reações

Rúben Amorim: "Título? O nosso objetivo neste momento nem passa pela Liga"

João Henriques: "Não foi injusto, mas foi ingrato"

Pedro Gonçalves: "Foi um excelente trabalho de equipa. Faço parte dela"

André André: "Há pormenores que fazem a diferença, por isso o Sporting está lá em cima"

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.