Declarações de Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, à Sport TV, após a vitória sobre o Nacional.

Vitória difícil: "Foi um jogo difícil, como eu esperava. Vimos de uma semana com três jogos muito difíceis, com viagens pelo meio, e vir à Madeira com este clima, que é um bocadinho diferente do do Continente, é difícil. Era normal que o Nacional, em termos emocionais, estivesse no máximo. Não tinham nada a perder, estavam a jogar contra o campeão nacional, numa posição difícil. Depois da análise aos últimos dois jogos do Nacional, sabíamos de algumas situações que íamos encontrar, mas não conseguimos aproveitar, sobretudo na primeira parte. Na primeira parte, apesar do golo e de termos mais uma ou outra ocasião, o Nacional também nos criou perigo, o Marchesín defendeu um penálti e, sinceramente, se o jogo estivesse empatado ao intervalo, não estranharia. Acabámos por sofrer mais do que o expectável e fica a sensação de que nunca tivemos o controlo do jogo, apesar de termos mais oportunidades. É um resultado justo, depois de duas semanas muito difíceis a nível físico e mental."

Era importante ganhar após derrota do Benfica? "É muito importante ganhar os jogos que faltam. Hoje tínhamos este pela frente, sabíamos que o Nacional ia com tudo para cima para tentar criar dificuldades. Nós temos de olhar para nós, ganhar os jogos, correr atrás do prejuízo. E acreditar, nós acreditamos que é possível."

Sistema tático: "Normalmente, temos um modelo bem definido, o 4x4x2. Tínhamos jogado um pouco diferente na Champions e quis manter o que tínhamos feito de bom. Mas os nossos alas, o Luís Diaz e o Corona, estavam muito subidos e os médios a procurar espaços muito lateralizados, o que fazia com que tivéssemos três médios mas apenas um quando perdíamos a bola, o Marko".

Sete jogos num mês até ao final da Liga: "Já falamos várias vezes da calendarização e do que é uma equipa a representar o futebol português na Europa. É necessário alguma proteção a estas equipas, é preciso repensar. Tem sido extremamente desgastante, porque chegámos à final four da Taça da Liga, meia-final da Taça de Portugal, quase à meia-final da Liga dos Campeões e estamos nesta frente, que é o campeonato. Temos de aceitar."

O FC Porto reforçou, este domingo, o segundo lugar da I Liga portuguesa de futebol e reaproximou-se do líder Sporting, ao vencer por 1-0 no estádio do lanterna-vermelha Nacional, no jogo de encerramento da 27.ª jornada. Um golo do avançado iraniano Mehdi Taremi, aos 20 minutos, já depois de Éber Bessa ter permitido a defesa do guarda-redes do FC Porto, Marchesín, na marcação de uma grande penalidade, foi suficiente para os ‘dragões’ alcançarem a sexta vitória seguida no campeonato, a 100.ª na prova do treinador Sérgio Conceição no comando do campeão nacional.

O FC Porto passou a totalizar 63 pontos, menos seis do que o líder Sporting e mais seis relativamente ao Benfica, terceiro classificado, que perdeu no sábado por 2-1 na receção ao Gil Vicente, enquanto o Nacional continua na última posição, com 21.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto