O Benfica recebe o Paços de Ferreira esta terça-feira, em partida em atraso da 3.ª jornada da I Liga. Na antevisão ao encontro na Luz, Roger Schmidt voltou a abordar o mercado de transferências, nomeadamente o caso de Ricardo Horta, cujo futuro continua por definir.

Mercado: "Vocês já me conhecem, não falo de boatos. Ainda temos mais três dias de mercado, todas as equipas da Europa estão a tentar melhorar os plantéis. Se calhar nos últimos três dias há mais transferências que nos últimos três meses. Podemos fazer ajustes mas é algo que está a acontecer nos bastidores. Estamos a jogar bem, claro que podemos pensar em fazer afinações. Na minha primeira conferência falei em Ricardo Horta, era claro que o SC Braga queria vender e nós queríamos comprar. Continua a ser um jogador muito bom e o mercado continua aberto, vamos ver o que vai acontecer nos próximos dias."

Chegada de Aursnes: "É um jogador de equipa. Como já disse anteriormente, a dupla Florentino/Enzo está forte, têm uma boa relação com bola e sem bola, têm estado muito bem no apoio ao eixo defensivo e já têm grande vantagem porque jogaram quase todos os jogos. Mas como tenho dito, não podemos só jogar com apenas um onze durante toda a época, por isso ele [Aursnes] vai tornar-se um jogador importante para nós."

Possibilidade de perder Enzo Fernández em janeiro: "Não, não tenho medo, ele sente-se bem aqui, é o lugar perfeito para se desenvolver. É um grande jogador, uma grande pessoa, é focado, profissional, sabe o que faz ao vir para cá. Tudo se conjugou no momento certo, creio que vai ficar aqui muito tempo, meio ano não é suficiente."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.