Portimonense e Famalicão não conseguiram desfazer o nulo no encontro que abriu, esta sexta-feira, a Jornada 10 da I Liga portuguesa, num jogo em que ambas as equipas criaram ocasiões de golo suficientes para chegarem à vitória.

Nenhuma foi, porém, capaz de marcar, com os dois guarda-redes em evidência. Samuel, guarda-redes do Portimonense, negou o golo a Diogo Queirós, que ao segundo poste cabeceou como mandam as regras, após livre de Pereyra, à passagem do minuto 17. Do outro lado, aos 32 minutos, foi Luiz Júnior a brihar. Passe de Luquinha para Fabricio, remate já em esforço e excelente intervenção do guardião do Famalicão.

O guarda-redes forasteiro voltou, depois, a brilhar a grande altura no segundo tempo, à entrada para o quarto de hora final, a negar o golo a Anderson e a impedir que o Portimonense somasse aquela que seria a sua segunda vitória nos últimos três jogos.

Já o Famalicão somou o seu segundo jogo consecutivo sem ganhar e nos últimos sete só ganhou um.

Com este resultado, o Portimonense chega aos oito pontos e junta-se a uma série de equipas que somam igual registo mas que têm, naturalmente, menos um jogo disputado. O conjunto de Portimão pode mesmo cair para o último lugar, caso o Marítimo, atual lanterna vermelha, vença sábado na receção à B SAD.

Quanto ao Famalicão, chegou aos 11 pontos e subiu ao oitavo lugar com a igualdade em Portimão, mas pode vir a cair até ao 12.º posto em função dos restantes encontros da ronda.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto