O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Mário Figueiredo, pediu hoje «contenção e rigor» ao Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), em declarações à agência Lusa.
«Peço contenção e rigor ao Conselho de Arbitragem e a Vítor Pereira para que os campeonatos comecem sem suspeitas nem mal-estar, queremos uma arbitragem forte, imparcial, competente e que esteja à altura das distinções dos nossos árbitros na cena nacional e internacional. Os clubes querem ter confiança no Conselho de Arbitragem e nos seus dirigentes e não pode haver lugar a ambiguidades», afirmou Mário Figueiredo, em declarações à Lusa.
Na última semana, a Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) solicitou ao CA a revisão do processo de classificação dos árbitros, na sequência do «descontentamento» provocado pelas avaliações da última temporada.
Na abertura do curso de árbitros, árbitros assistentes e observadores do quadro de primeira categoria, o presidente da APAF, José Fontelas Gomes, admitiu “tensão” no meio da arbitragem, algo que foi rejeitado, na mesma ocasião, pelo presidente do CA da FPF, Vítor Pereira.
«Não há qualquer tipo de conflito. O facto de haver reivindicações não quer dizer que haja tensões, animosidade ou discussões. O que há são matérias para serem faladas e decididas», salientou Vítor Pereira.
A APAF solicitou algumas alterações à tabela de prémios, as normas de classificação dos árbitros e sobre a profissionalização.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.