O colombiano Falcao, que foi operado no passado sábado, mantém a esperança, apesar de remota, de estar presente no Mundial 2014, no Brasil.
«Estou com muitas ´ganas´ e convicção que vai tudo correr bem. Sinto que tenho de dar tudo todos os dias para estar no Mundial. Quando me contaram da gravidade da lesão, disseram-me que havia uma possibilidade pequena de estar no Mundial mas vou agarrar-me a ela. O meu estado emocional vai ser muito importante. Vai ser uma luta diária. O momento da lesão? Já vi a jogada. Pressenti que algo tinha acontecido. São lances que não se podem controlar. Estou com muito ânimo, convicção e completamente mentalizado sobre o que tenho de fazer», disse, esta segunda-feira, o avançado colombiano numa conferência de imprensa que se realizou no Hospital da Trindade, no Porto, unidade onde efetuou a operação.
O avançado do Mónaco aproveitou a presença da comunicação social para agredecer as mensagens de apoio que tem recebido.
«Agradeço as mensagens de apoio e carinho, que me ajudaram muito. Foi uma quantidade de mensagens que não se consegue enumerar. Estou muito emocionado com tanto carinho. É o momento mais difícil da minha carreira porque a lesão aconteceu numa altura importantíssima. Agora há que aproveitar o dia a dia para aprender e crescer como desportista e como homem, acrescentou.
Durante três semanas, Radamel Falcao irá treinar para recuperar no Centro de treinos do FC Porto, no Olival.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.