O Paris Saint-Germain perdeu hoje a possibilidade de igualar o Lille no topo da Liga francesa de futebol, ao ser surpreendido na receção ao ‘aflito’ Nantes e perder por 2-1, no encerramento da 29.ª jornada da prova.

Os parisienses, que contaram com o internacional português Danilo Pereira entre os titulares, adiantaram-se no marcador aos 42 minutos, através do alemão Julian Draxler, só que os ‘canários’ operaram a reviravolta na segunda parte.

Randal Kolo não enjeitou a ‘oferta’ de Kylian Mbappé e empatou o jogo aos 59 minutos, antes de Moses Simon, aos 71, consumar a reviravolta do Nantes, que deixou a zona de despromoção e subiu ao 18.º posto, de acesso ao ‘play-off’ de manutenção.

Por seu lado, o PSG segue no segundo lugar, com 60 pontos, em igualdade com o Lyon, terceiro, mas desperdiçou a possibilidade de igualar o líder Lille (63), que horas antes tinha empatado 0-0 no Mónaco.

No lado dos ‘dogues’, os portugueses José Fonte e Renato Sanches jogaram de início, e Xeka esteve em campo a partir do minuto 69, enquanto Tiago Djaló não foi opção para o treinador Christophe Galtier.

Já os locais, que viram um golo anulado pelo vídeoárbitro (VAR), por fora de jogo de Ben Yedder, não contaram com os lusos Gelson Martins e Florentino Luís, e mantêm o quarto lugar europeu, com 56 pontos.

Na luta pela Europa, o Lens não conseguiu defender o quinto lugar, que partilha agora com o Marselha, com 45 pontos, depois de ter empatado a dois golos na receção ao Metz, que segue logo atrás, em sétimo, com menos três. O jovem médio David da Costa, de apenas 20 anos, não saiu do 'banco' dos locais.

Um golo de Benkamin Bourigeaud, diante do Estrasburgo (1-0), resolveu e colocou o oitavo classificado Rennes (41) na rota das vitórias, após oito desafios sem vencer na prova.

O Nimes caiu para os lugares de descida, depois de não ir além de uma igualdade a um golo em casa com o Montpelier, que teve o português Pedro Mendes entre os suplentes. O mesmo resultado aconteceu no duelo que não contou com Tiago Ilori no Lorient, nem com Rony Lopes no Nice.

Já o Bordéus aproveitou as fragilidades do lanterna-vermelha Dijon (3-1), para voltar a conhecer o sabor da vitória, ao fim de oito encontros na Ligue 1.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.