A internacional portuguesa Kika Nazareth acredita que a seleção feminina de futebol pode vencer a Rússia na segunda mão do ‘play-off' de acesso ao Europeu, realçando que está "tudo em aberto", depois da derrota em casa por 1-0.

"Sabíamos que, independentemente do resultado, o vencedor não se decidiria na primeira mão do 'play-off'. Vamos para Moscovo com ambição máxima, só para ganhar. Não fomos felizes aqui, mas acredito que vamos ser lá", lançou a jogadora do Benfica em declarações reproduzidas pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

A receita da jovem avançada, de 18 anos, que se estreou a titular na seleção na primeira mão desta eliminatória, para contrariar a Rússia é "acreditar até ao fim, jogar com mais rigor e dar sempre tudo".

"Sabemos que temos qualidade para garantir uma vaga no Europeu. Demonstrámos isso no Restelo e continuamos a depender só de nós", acrescentou.

As comandadas de Francisco Neto iniciaram, hoje, na Cidade do Futebol, em Oeiras, a preparação para o segundo jogo com a Rússia, a contar para o 'play-off' de acesso ao Campeonato da Europa Inglaterra2022.

Depois da derrota caseira frente à formação de leste (1-0), sexta-feira, no Estádio do Restelo, as titulares do jogo fizeram trabalho de recuperação e as restantes jogadoras evoluíram sem limitações no relvado 2 da Cidade do Futebol.

A ‘equipa das quinas' vai realizar o último treino em solo luso na manhã de domingo e partirá a seguir ao almoço, em voo charter, para Moscovo, com chegada prevista para as 21:40 locais (menos duas em Lisboa).

O reencontro entre Rússia e Portugal está marcado para terça-feira, às 15:00 [hora de Lisboa], na Sapsan Arena, em Moscovo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.