Abel Ferreira esteve presente em Braga esta quarta-feira onde falou da atualidade do futebol nacional. Poucos meses depois de vencer a Taça Libertadores pelo Palmeiras, o técnico falou das suas referências como treinador e comparou as maiores provas de clubes do Mundo: Champions e Libertadores.

"A única diferença para a Liga dos Campeões é que existe um hino na Champions que dá um arrepio e nos põe com pele de galinha, e a Libertadores tem o slogan em busca da glória eterna. São duas competições com uma dimensão e um impacto muito grande", atirou.

E como conseguiu o Palmeiras vencer a Libertadores? "O segredo do sucesso é muito simples", diz Abel Ferreira.

"Disciplina, ambição, trabalho, exigência e consistência. E é bater nisto, nas vitórias e nas derrotas", completou.

No Palmeiras, Abel Ferreira construiu uma equipa que misturava juventude com veterania, jogadores jovens com pouca experiência e outros já com muitos anos de futebol como é o caso de Felipe Melo. O segredo, diz o treinador de 42 anos, é dar atenção a todos.

"Se começas só a elogiar os jovens, os jogadores são como as mulheres, têm muitos ciúmes", apontou, entre sorrisos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.