Depois de 90 minutos sem golos no duelo entre o 15.º classificado e o líder de ‘La Liga’, foi no prolongamento que o jogo ‘aqueceu’, primeiro com a expulsão do defesa brasileiro Marcelo, que capitaneava os madrilenos, aos 102 minutos.

O defesa Verdú adiantou a equipa da casa no minuto seguinte, num livre em que foi feliz, e fez ‘sonhar’, mas as substituições que Carlo Ancelotti fez no Real no início do tempo extra, com as entradas de Hazard e Dani Ceballos, acabaram por surtir efeito.

Isco, com um desvio oportuno de um primeiro remate de Ceballos, empatou a contenda, aos 108 minutos, e a eliminatória acabou por ser decidida por um candidato ‘improvável’, o belga Eden Hazard, muito criticado pelos adeptos ‘merengues’.

O extremo fez o seu primeiro golo esta época a cinco minutos dos 120, ao fintar o guarda-redes e rematar para finalizar a ‘remontada’, de nada contando a expulsão de Pere Milla no Elche, já aos 120+1.

Ainda hoje, o detentor do título FC Barcelona joga a passagem aos ‘quartos’ em outro jogo em atraso desta fase, deslocando-se a casa do Athletic de Bilbau, finalista vencido em 2020/21.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.