O Hamburgo, único totalista de todas as edições da Bundesliga e em vias de despromoção, despediu o administrador Heribert Bruchhagen e o diretor desportivo Jens Todt, anunciou hoje o clube alemão de futebol.

Na penúltima posição da Bundesliga, com 18 pontos e nove jogos por disputar, a sete do Mainz, que ocupa o lugar de acesso ao ‘play-off’, o Hamburgo considera que está a “dar inicio ao seu realinhamento” tendo em vista a segunda divisão.

"Nós decidimos tomar este passo após a análise detalhada de toda a situação e já estamos a preparar a nova direção”, disse o presidente do Hamburgo, Bernd Hoffmann, após comunicar a Heribert Bruchhagen e a Jens Todt o seu despedimento.

O vice-presidente Frank Wettstein assumiu a liderança operacional enquanto o clube procura um substituto para Heribert Bruchhagen.

“Ele tem toda a nossa confiança”, disse Bernd Hoffmann sobre Frank Wettstein.

O diretor desportivo Jens Todt também foi despedido pelo Hamburgo, que distribuiu as suas funções, incluindo as negociações contratuais, pelos restantes membros do departamento desportivo, "para que não haja lacunas operacionais".

O Hamburgo, que é o único totalista de todas as edições da Bundesliga, desde 1963/64, visita no sábado o Bayern Munique (que soma menos duas presenças), líder isolado com 20 pontos de vantagem sobre o Schalke 04 (segundo).

O clube vem lutando consistentemente contra a despromoção nos últimos anos, escapando através dos ‘play-off’ em 2014 e 2015. Na temporada passada, o clube evitou o ‘play-off’ ao venceu o Wolfsburgo na última jornada.

Esta temporada é a pior do clube, com apenas quatro vitórias em 24 jogos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.