O FC Porto garantiu a passagem aos oitavos de final da Taça de Portugal, ao vencer o Tondela por 2-1 no Dragão, mas teve de sofrer (desnecessariamente) para o conseguir. Numa espécie de sequela do encontro de há uma semana para o campeonato, a equipa de Sérgio Conceição voltou a sentir dificuldades nas transições defensivas, que resultaram no empate dos beirões, já depois de Taremi ter inaugurado marcador, aos quatro minutos. A resposta portista foi imediata, com Marega a fechar o resultado ainda na primeira parte, mas ainda houve quem tremesse com a ameaça do prolongamento já perto do fim.

Com cinco alterações no onze em relação ao jogo da Champions - entraram Manafá, Sérgio Oliveira, Corona, Marega e Taremi - o FC Porto entrou praticamente a vencer. Após uma abertura de Corona, Taremi rematou em esforço para a defesa de Trigueira, mas a bola ressaltou no iraniano e acabou por entrar na baliza. Os jogadores dos beirões reclamaram uma suposta mão de Mbemba na área, depois de um corte de Sérgio Oliveira, mas o central portista tinha o braço junto ao corpo (de recordar que não há VAR nesta fase da Taça).

O Tondela, que repetia o sistema de cinco defesas, apostava na velocidade de Jhon Murillo para surpreender a defesa adversária, e foi assim que, aos 20 minutos, o venezuelano ganhou a bola a Manafá e arrancou em direção à baliza do FC Porto. Já perto da área, Murillo encontrou João Mendes, que ofereceu a bola a Mario González. Diogo Costa respondeu com uma grande defesa, mas João Mendes, na recarga, atirou para a baliza deserta.

Tal como há oito dias, a equipa de Pako Ayestarán voltava a aproveitar a passividade da defesa portista para chegar ao golo. Mas se, há uma semana, Rafael Barbosa deu a volta ao marcador menos de um quarto de hora depois do primeiro golo do Tondela, desta feita foi Marega que só precisou de quatro minutos para colocar os 'dragões' novamente a vencer. Otávio ganhou o duelo com Jaquité, cruzou atrasado desde a linha de fundo, e a bola foi a saltar para o maliano, que atirou de primeira para o fundo das redes.

Reposta a vantagem, o FC Porto voltou a ficar por cima e criou mais oportunidades de golo, mas sem sucesso. Já o Tondela viu Abdel Medioub (42') irromper na área adversária, após tabelar com Jaquité, valendo a rapidez de Diogo Costa a sair dos postes e a fazer a mancha.

A segunda parte quase nada trouxe de relevante. O FC Porto recuou voluntariamente para o próprio meio-campo para segurar a vantagem e obrigou o Tondela a assumir as despesas do jogo. A equipa visitante ganhou presença na área portista, sobretudo depois das entradas de Rafael Barbosa, João Pedro e Filipe Ferreira, mas só conseguiu assustar nos instantes finais - um cabeceamento por cima de Souley (88'), que estava completamente sozinho na área.

A competição mudou, mas o vencedor voltou a ser azul e branco.

O momento

Marega faz o 2-1: Apenas quatro minutos depois do empate do Tondela, um remate acrobático do maliano devolveu a vantagem ao FC Porto, resultado que seguraria até ao apito final. Importa destacar a rápida reação dos azuis e brancos ao golo sofrido, tendo sabido encontrar espaços na área contrária.

Otávio: O brasileiro manteve-se nas escolhas iniciais de Sérgio Conceição, depois da viagem à Grécia, e voltou a mostrar-se a um excelente nível, agora para a Taça de Portugal. Desbravou caminhos em direção à baliza contrária e ajudou a tapar espaços. Aos 24 minutos, quando a equipa mais precisava, ganhou o duelo com Jaquité, foi até à linha de fundo e cruzou atrasado para o 2-1 de Marega.

O pior

Segunda parte: Insípida, sem ritmo e sem grandes motivos de interesse. O FC Porto remeteu-se ao seu meio-campo, sem soluções para 'matar' o jogo. Já o Tondela subiu no terreno, mas nunca conseguiu ser asfixiante e criar muitas oportunidades de golo, exceção feita ao falhanço de Souley.

Reações

Conceição volta a não estar satisfeito: "Se gostei muito dos dois jogos com o Tondela? Não gostei"

Pako Ayestarán: "Perdemos o jogo, mas ganhámos um plantel"

Taremi: "Acho que posso fazer melhor que hoje"

João Mendes: "Conseguimos bater o pé ao FC Porto em dois jogos seguidos"

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.