Mais de três mil turistas de dois cruzeiros vão aportar em janeiro à cidade do Mindelo por altura da passagem pelo arquipélago da Ocean Race, a maior regata à vela do mundo, anunciou hoje o primeiro-ministro cabo-verdiano.

“Está confirmada a vinda de dois cruzeiros na altura, em janeiro, com mais de três mil turistas e que terão como destino a cidade de Mindelo. Vamos ter a ‘media’ internacional, como a CNN, a Times Magazine, a Eurosport que fará a transmissão da prova, ou seja, teremos São Vicente a vibrar”, anunciou Ulisses Correia e Silva.

O chefe do Governo fez o anúncio em São Vicente após um ato público para assinalar os 100 dias para a chegada da Ocean Race à cidade do Mindelo, em 20 de janeiro.

“Será mais do que um momento de referência, de participação de Cabo Verde como um dos pontos da passagem da regata. Contamos ter impactos importantes, como a visibilidade e a notoriedade de Cabo Verde na arena internacional”, salientou.

Segundo o primeiro-ministro, na mesma altura vai acontecer um Ocean Summit associado, onde várias individualidades internacionais estarão presentes com temas importantes como a proteção dos Oceanos.

“Esta contagem decrescente tem o seu significado. Temos de acelerar e preparar a cidade para receber a prova e os turistas. Temos de saber colher e tirar o melhor proveito com a realização desta regata no nosso país”, aconselhou.

Nessa altura, o chefe do Governo espera uma dinâmica na segunda maior cidade do país, com hotéis praticamente todos esgotados, restauração, eventos culturais.

“Tudo o que tem a ver com animação, entretenimento, deve estar preparado para este grande momento que a cidade de Mindelo irá viver durante alguns dias”, pediu, considerando que Cabo Verde vai ficar como “uma grande marca” para receber eventos náuticos.

“Queremos promover Cabo Verde, cada vez mais, como centralidade para receber eventos desta natureza e projetar o país a nível internacional”, terminou.

Cabo Verde vai receber, pela primeira vez, uma etapa da 14.ª edição da maior e mais antiga regata à vela de volta ao mundo, com partida prevista para 15 de janeiro de 2023 de Alicante, Espanha.

Essa primeira etapa, de 1.900 milhas náuticas (3.520 quilómetros), termina na baía do Mindelo, Cabo Verde, e a segunda, com destino à Cidade do Cabo, África do Sul, deverá iniciar-se em 25 de janeiro, depois da paragem de cinco dias em São Vicente.

A competição - que chegou a estar planeada para o período de 2021/2022, mas foi adiada para 2023 devido à pandemia de covid-19 - deverá percorrer ao longo dos seis meses de competição de volta ao mundo, por cerca de 32.000 milhas náuticas (59.296 quilómetros), em categorias separadas, até terminar no verão em Génova, Itália, quando se comemoram os 50 anos desta prova, segundo a organização.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.