A seleção portuguesa de ténis de mesa de sub-15 perdeu hoje diante da Rússia, nas meias-finais dos Mundiais para jovens, que decorrem em Vila Nova de Gaia, depois de já ter assegurado uma inédita medalha coletiva.

Bernardo Pinto, Rafael Silva e Tiago Abiodun, que na quinta-feira tinham garantido a subida ao pódio – depois de vencerem os checos (3-1) -, perderam hoje por 3-0 frente ao ‘trio’ russo, formado por Alelsei Samokhin, Ilia Koniukhov e Roman Vinogradov.

Portugal já contabilizava uma medalha de prata em pares, de Marcos Freitas e Tiago Apolónia, no Mundial de juniores de 2003, e duas de bronze: de Marcos Freitas e André Silva, no Mundial de juniores de 2006, e de Tiago Apolónia e João Monteiro, no Mundial absoluto de 2019.

“A Federação traz estas provas para Portugal com o objetivo de proporcionar contactos internacionais aos atletas e sempre na esperança – porque seria muito difícil qualificar-nos para esta competição – que consigamos obter um bom resultado internacional. Foi isso que aconteceu aqui em Gaia, em que conquistámos uma medalha de bronze na primeira vez que se disputa um Mundial Sub-15”, congratulou-se o presidente da Federação Portuguesa de Ténis de Mesa, Pedro Moura.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.