Os jogos do European Championship de râguebi, onde participa a seleção portuguesa e que servem que qualificação para o Mundial de 2023, vão contar com videoárbitro (TMO) a partir do próximo ano, anunciou hoje a Rugby Europe.

A medida faz parte do “desenvolvimento estratégico” do organismo que tutela a modalidade a nível europeu, à exceção das seleções do torneio das Seis Nações, e é “muitíssimo boa”, mas levanta algumas questões logísticas para a Federação Portuguesa de Râguebi (FPR).

“É uma medida que beneficia toda a gente. Basta lembrar que há uns anos ficámos fora de um Mundial devido a dois ensaios na Rússia, um nosso que não foi considerado e um deles que devia ter sido invalidado”, recordou o presidente da FPR, Carlos Amado da Silva, em declarações à agência Lusa.

O líder da FPR concorda que a medida vai aproximar mais as seleções do European Championship do nível superior, no qual o râguebi “tem uma grande tradição nesta matéria do TMO [Television Match Official]”, um aspeto que ganha importância “numa altura em que se disputa o apuramento para o Mundial”, mas levanta alguns problemas ao organismo.

“São necessários meios. Precisamos não só de equipamentos, mas também de pessoas que os saibam utilizar. São necessárias seis câmaras, um gabinete para o TMO, que não estamos ainda a ver onde. Estamos a preparar-nos para corresponder às exigências, mas teremos de ser apoiados pelo IPDJ [Instituto Português do Desporto e Juventude], e pela própria Rugby Europe”, explicou Amado da Silva.

O râguebi é uma das modalidades com maior implementação do vídeoárbitro, sistema que foi utilizado, pela primeira vez, em 1995, e desde então tem sido elemento indispensável das grandes competições a nível global, como o Campeonato do Mundo, o torneio das Seis Nações ou o Rugby Championship (do hemisfério sul).

Será, no entanto, a primeira vez que o TMO é introduzido numa competição de seleções organizada pela Rugby Europe, que tutela a modalidade a nível europeu, com exceção dos países do torneio das Seis Nações: Inglaterra, Irlanda, Escócia, Gales, França e Itália.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.