Os golfistas portugueses Ricardo Santos e Ricardo Melo Gouveia garantiram hoje a qualificação para as últimas duas voltas do Dutch Open, enquanto Pedro Figueiredo falhou o ‘cut’ no traçado de Par 72 do Bernardus Golf, nos Países Baixos.

O profissional algarvio, que havia concluído a ronda inaugural entre os quartos classificados, viveu hoje uma jornada mais errática e entregou um segundo cartão com 71 pancadas, uma abaixo do Par, depois de assinar quatro ‘birdies’ (uma abaixo), nos buracos 3, 4, 7 e 17, e três ‘bogeys’ (uma acima), no 6, 11 e 13.

“Hoje arranquei mal. Não joguei bem nos primeiros sete buracos, falhando ‘fairways’ e ‘shots’ ao ‘green’. Depois, melhorei bastante na precisão e ‘patei’ melhor que na primeira volta”, explicou, em declarações à Lusa, o jogador natural de Faro, que começou a jogar no ‘tee’ do 10.

Com um agregado de 138 pancadas, seis abaixo, Ricardo Santos desceu ao 18.º posto do ‘leaderboard’, no qual Melo Gouveia figura na 52.ª posição, empatado, com um total de 141 pancadas, três abaixo do Par.

Depois dos 70 ‘shots’ iniciais, o bicampeão do Challenge Tour, esta temporada, completou os segundos 18 buracos com 71 pancadas, na sequência de quatro ‘birdies’ (nos buracos 5, 12, 15 e 18), cinco ‘bogeys’ (1, 2, 4, 6 e 11) e um ‘eagle’ (duas abaixo) no 7.

Já Pedro Figueiredo, o terceiro jogador português a disputar o torneio do European Tour, contabilizou 144 pancadas (73+71) e, por dois ‘shots’, não conseguiu integrar o lote de 77 jogadores apurados para os últimos 36 buracos no Bernardus Golf.

O sueco Kristoffer Broberg lidera, com 132 pancadas (-12) e a vantagem mínima diante os segundos classificados, o suíço Marcus Helligkilde e o belga Thomas Detry.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.