Os golfistas Stephen Ferreira e Ricardo Melo Gouveia estão dentro do ‘cut’ provisório do Joburg Open, hoje interrompido, devido à falta de luz natural, e reduzido a três voltas na sequência do aparecimento de uma nova variante da covid-19.

“O Sunshine Tour, o DP World Tour e a cidade de Joanesburgo decidiram reduzir o Joburg Open a 54 buracos para ajudar os jogadores, ‘caddies’ e todo o pessoal de apoio a regressar em segurança aos seus países de origem”, comunicou a organização.

Este anúncio surgiu já depois de comunicado a alteração no ‘swing’ sul-africano, que dava início à temporada de 2022 no DP World Tour, com o South African Open Championship passar a pontuar apenas para o Sunshine Tour e o Alfred Dunhill Championship a ser cancelado.

Com as novas restrições nas viagens internacionais impostas na África do Sul, o calendário competitivo sofreu alterações e a segunda volta, hoje interrompida por falta de luz natural, será retomada sábado às 06:30, hora local, antes do início da terceira e última ronda, dos dois ‘tees’, às 09:30.

Entre os jogadores apurados para os últimos 18 buracos deverão estar os portugueses Stephen Ferreira, que registou 68 pancadas na volta inaugural ao Randpark Golf Club e está no buraco 12 da segunda volta com três pancadas acima do Par 71, e Ricardo Melo Gouveia com um agregado de 143 ‘shots’ (71+72).

Ricardo Santos está fora do ‘cut’ provisório pela margem mínima, com um total de 144 pancadas (75+69) e Pedro Figueiredo ficou arredado da prova com 155 ‘shots’ (75+80), num dia em que o jogador da casa Thriston Lawrence assumiu o comando provisório do Joburg Open, após repetir as mesmas 65 pancadas do primeiro dia.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.