Com sete atletas, sendo seis masculinos e uma feminina,  os pugilistas fazem parte do projeto de massificação levado a cabo pelos leões da província mais a Norte do país, que conta com um universo de 81 jovens.

Dificuldades financeiras fizeram com que o clube restringisse algumas modalidades nas competições de alto nível, como o boxe e o andebol, optando pela massificação.

Em declarações à Angop, o técnico principal do Sporting de Cabinda, Miguel Bandeira, disse que, embora não augurem medalhas nesta competição, por se fazerem representar por jovens sem tarimba competitiva nessas lides, pretendem ter uma participação que dignifica a província e o clube, em particular.

"São todos jovens, entre 17 a 24 anos de idade. Todos participam pela primeira vez no campeonato nacional, mas ainda assim estamos confiante no trabalho feito”, disse.

A única mulher, Ana Liberal, competirá nos 64 kgs. Quanto aos masculinos, Noel Zau vai lutar nos 49 kgs, José Zinga, nos 52kgs, Rafael Lubongo, nos 60 kgas, Alexandre Eti, nos 64 kgs, José Carlos dos Santos, nos 69 kgs, e nos 75 kgs disputará o pugilista Júlio Issack Bumba.

A equipa do Sporting de Cabinda participou pela última vez nos nacionais da modalidade na cidade do Bengo, em 2005, onde alcançou o 4º lugar.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto