A seleção angolana de basquetebol complicou no sábado as suas contas do apuramento para os quartos de final do Eurobasket, ao perder por 60-53 com Marrocos, numa competição que decorre em Tunes e Dakar.

A seleção que lidera o ‘ranking' africano, com 11 títulos conquistados, corre o risco de não se qualificar para os ‘quartos', caso ceda hoje perante a República Centro Africana.

Na jornada da véspera, Angola necessitou de um prolongamento para garantir o triunfo (94-89) sobre o Uganda e isso acabou por se refletir, de algum modo, no rendimento dos experientes basquetebolistas angolanos.

Os marroquinos dominaram o crucial aspeto da luta das tabelas (40-31 em ressaltos), com o poste Najah, ao somar 18 pontos e oito ressaltos, a dominar o jogo interior.

O melhor marcador de Angola foi o extremo-poste norte-americano naturalizado Reggie Moore, antigo jogador do Belenenses, autor de 13 pontos.

Entretanto, no outro despique do Grupo B, A República Centro Africana derrotou o Uganda por 57-54, num jogo muito equilibrado e disputado, em que os aspetos defensivos se sobrepuseram aos atacantes.

Angola encerra hoje a sua campanha no grupo B, enfrentando a partir das 20:30 (de Lisboa) a República Centro-Africana, em Dakar, num duelo absolutamente decisivo para os ‘palancas'.

Relativamente ao que ocorreu no sábado na segunda jornada da fase de grupos do Eurobasket, a Tunísia de Mário Palma já garantiu a presença nos quartos de final, após bater o Ruanda por 78-60.

Já Moçambique, superou a África do Sul (67-61) e hoje tem um confronto decisivo frente ao Senegal, agendado para as 18:00 (em Lisboa).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.