O andebolista Rui Silva renovou com o FC Porto até 2025 e definiu como objetivos continuar a ganhar títulos nacionais e atingir patamares mais altos na Liga dos Campeões, anunciou hoje o clube no seu sítio.

O central, que chegou ao FC Porto em 2015, proveniente do Sporting, após ter sido formado no Francisco de Holanda (atual Xico Andebol), soma dois campeonatos nacionais, duas Taças de Portugal e uma Supertaça com a camisola dos ‘dragões’.

Rui Silva, de 28 anos, em declarações aos canais de comunicação do clube, afirmou estar “muito feliz” pela continuidade no FC Porto e lembrou, em jeito de balanço, “o caminho muito bom realizado tanto a nível nacional como europeu”.

Em relação aos objetivos para a próxima época, Rui Silva reconheceu que estar num clube com a responsabilidade do FC Porto obriga a “continuar a ganhar o título nacional e a Taça de Portugal” e a “sonhar com patamares mais altos na Liga dos Campeões”.

“Vejo [a renovação] como um voto de confiança e sinto que é sinal que tenho feito um bom trabalho e que temos tido muito sucesso nos últimos anos. Estou muito feliz, sinto-me em casa, em família, as pessoas tratam-me muito bem, e conciliar isso com o sucesso tem sido algo muito bom para mim”, disse.

O central internacional português traça um balanço positivo dos seis anos de ‘dragão’ ao peito e destaca a reconquista do título nacional após um jejum de três épocas, com ‘dobradinha’ (conquista da Taça de Portugal) e os feitos em alguns dos principais palcos do andebol europeu.

“Temos feito um caminho muito bom, tanto a nível nacional como europeu, prova disso são os resultados que temos atingido, acreditamos que podemos fazer mais do que já foi feito, sabendo que temos muito trabalho pela frente”, acrescentou Rui Silva.

O herói do inédito apuramento de Portugal para os Jogos Olímpicos Tóquio2020, com o golo da vitória sobre a França nos últimos segundos (29-28), comentou ainda as alterações no plantel para a próxima época, em que saíram Miguel Martins e André Gomes, considerando que “faz parte do desporto”.

“Estou no FC Porto há alguns anos e isso tem acontecido todas as épocas. É óbvio que os que saem têm muita qualidade, mas os que vêm, vêm para acrescentar qualidade e para dar continuidade ao trabalho que temos feito”, disse.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.