Este domingo, a seleção nacional de andebol perdeu com a França por 32-23 e despediu-se do Mundial da modalidade. Depois da derrota, o selecionador português admitiu que não estava à espera de um resultado tão pesado.

"Não esperávamos uma derrota por tantos golos. É preciso termos muito respeito pela França, pelo que tem feito enquanto país no desporto e no andebol. Tem feito muito pelo andebol, temos que respeitar muito a França também enquanto equipa. Mesmo assim, não esperávamos um resultado tão desnivelado", lamentou Paulo Pereira.

"Acho que nós até nem jogámos assim tão mal. Falhámos foi muito na questão da concretização. O ataque da França foi bastante melhor do que a nossa defesa. Tivemos alguns problemas que fomos arrastando e que acabaram por culminar todos hoje. Quando é assim, nós só temos de desejar boa sorte à França e à Noruega. O que é certo é que até agora temos quase sempre jogado no nosso limite e, por vezes, conseguimos ter sucesso, outras vezes não. Vamos continuar a fazer aquilo em que acreditamos e com aquilo que sonhamos", prometeu o selecionador nacional de andebol.

França segue invicta para os quartos-de-final, juntamente com a Noruega, segunda classificada do grupo, com Portugal a dizer adeus a uma competição onde em seis jogos acabou por somar 4 vitórias e duas derrotas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto