O ex-futebolista e antigo capitão da seleção portuguesa Luís Figo afirmou hoje que perdeu “um amigo e uma referência” com a morte de Jorge Sampaio e deixou as condolências à família do antigo Presidente da República.

“É um dia muito triste para mim e para o meu país. Perdi um amigo e uma referência, com quem tive o privilégio de conviver, e nunca esquecerei o seu contributo fundamental para importantes causas humanitárias. As minhas sentidas condolências a toda a família de Jorge Sampaio”, escreveu Luís Figo na conta oficial na rede social Twitter.

Figo é o terceiro futebolista com mais jogos por Portugal (127) e foi capitão da seleção nacional entre 2001 e 2006, período em que Jorge Sampaio era Presidente de República.

Também através das redes sociais, Ricardo Quaresma, atualmente jogador do Vitória de Guimarães e campeão europeu com Portugal em 2016, prestou homenagem ao antigo chefe de Estado, destacando o seu comportamento “humanista”.

“Obrigado, Presidente Jorge Sampaio pela forma humanista e pelo caráter com que sempre esteve na vida e na presidência. Saibamos fazer do seu exemplo uma ponte para a igualdade e ajuda entre povos”, escreveu o extremo, de 37 anos, no Instagram.

Jorge Sampaio, que foi Presidente da República durante dois mandatos, entre 1996 e 2006, morreu hoje, no Hospital de Santa Cruz, em Lisboa, onde estava internado desde 27 de agosto, devido a dificuldades respiratórias.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.