Declarações de Bruno Pinheiro, treinador do Estoril, à Sport TV, após a derrota com o Benfica.

Balanço da eliminatória: "Saio com orgulho, fomos uma equipa com muita personalidade e caráter, tentámos jogar olhos nos olhos com o adversário. Defensivamente criámos mais problemas do que na primeira mão. Mas a realidade das duas equipas é diferente e fizemos um jogo interessante."

Esperava tanta pressão do Benfica? "Não esperávamos outra coisa, estavam a jogar em casa, têm um treinador que tem essa mentalidade ofensiva. Nós tentámos sobreviver e lutar com as nossas armas."

Mexeu a pensar no jogo com o Feirense? "Pensámos em nivelar cargas. A equipa hoje era muito jovem, com média de 22 anos, mas soubemos dar conta do recado. Ideia é ter o plantel todo vivo. Contamos com todos e este jogo serviu para isso, para preparar o que aí vem".

O Benfica venceu esta quinta-feira o Estoril Praia por 2-0, em jogo da segunda mão da meia-final da Taça de Portugal de futebol, garantindo a presença na final da competição, em que vai defrontar o Sporting de Braga. Depois da vitória na partida da primeira mão por 3-1 fora, o Benfica voltou a vencer o Estoril, líder da II Liga, com o jovem Gonçalo Ramos, aos 43 minutos, a marcar o primeiro e o alemão Luca Waldschmidt, aos 90, a ampliar a vantagem na partida disputada no estádio da Luz.

O clube da Luz, que vai marcar presença na 38.ª final da Taça da sua história, é o clube com mais troféus conquistados, com 26 títulos e 11 finais, defrontando na final o Sporting de Braga, que ultrapassou o FC Porto, detentor do troféu, na outra meia-final. Os ‘arsenalistas’ já venceram a Taça de Portugal por duas vezes.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.