O Benfica, finalista vencido da Taça de Portugal em 2019/20, visita esta terça-feira o Estrela da Amadora, do Campeonato de Portugal, em partida referente aos oitavos de final. O reencontro entre as duas equipas acontece quase 12 anos depois do último confronto entre ambos, durante a derradeira passagem dos amadorenses pela I Liga.

Os 'encarnados' chegam a este duelo depois do triunfo em casa sobre o Tondela (2-0), para o campeonato, sendo que na sexta-feira haverá clássico com o FC Porto no Dragão.  Já o Estrela, orientado por Rui Santos, ainda não perdeu qualquer jogo no Campeonato de Portugal (lidera a Série G), tendo empatado na última jornada com Rabo de Peixe.

Quanto ao percurso na Taça, enquanto as ‘águias’ realizaram duas partidas esta temporada, com Paredes (1-0) e Vilafranquense (5-0), os ‘tricolores’ vão para a quinta, após superarem São Roque (3-0), Lusitano Vildemoinhos (2-0), Farense (2-0), da I Liga, e Anadia (1-0). O triunfo sobre os algarvios serve de aviso para a equipa de Jorge Jesus.

O treinador dos 'encarnados' admitiu rodar a equipa diante do Estrela, mas não a pensar no clássico com o FC Porto. De resto, Jorge Jesus garantiu que o avançado Gonçalo Ramos, que recuperou recentemente da infeção pelo novo coronavírus, “vai ser convocado e com certeza vai jogar”, mas o mesmo não acontece com Cervi e Gabriel, que cumpriram no domingo 10 dias após o teste positivo à COVID-19.

Este duelo reveste-se ainda de uma característica especial uma vez que é o regresso de Jorge Jesus ao Estrela da Amadora, clube que orientou por duas ocasiões - de 1998/99 a 1999/00 e de 2001/02 a 2002/03 - e ao município do qual é natural, uma vez que nasceu e viveu na freguesia da Venda Nova.

Histórico de confrontos

Este será o primeiro duelo entre Estrela e Benfica após a refundação do clube de Amadora. A última vez que ambos se defrontaram foi em abril de 2009, precisamente no Estádio José Gomes, na Reboleira, quando o clube disse adeus à I Liga depois de despromovido na secretaria por dívidas a terceiros.

Na altura, a equipa treinada por Quique Flores venceu, por 2-1, a turma de Lázaro Oliveira. Óscar Cardozo marcou os dois golos das 'águias', enquanto o golo amadorense foi apontado por Silvestre Varela, atualmente ao servido do Belenenses SAD.

O encontro entre os 'encarnados', recordistas de troféus (26 contra 17 do FC Porto e 16 do Sporting) e finalistas da última edição (perdeu com o FC Porto) com os vencedores da Taça de 1990 será, sem dúvida, um dos duelos mais emocionantes dos oitavos de final.

O que dizem os treinadores

Rui Santos: "Não precisamos de fazer grandes incentivos e apelos à mentalidade deles. É um grupo jovem, mas com maturidade competitiva muito grande. Tínhamos três jogos antes do Benfica e só falámos do Benfica no balneário no treino de ontem [domingo]. No dia seguinte ao sorteio, no pequeno-almoço no refeitório, não houve um jogador que entrasse eufórico porque tinha calhado o Benfica."

Jorge Jesus: "Todas as equipas ambicionam chegar à final, mesmo que não sejam favoritas. É bom relembrar que o Estrela já ganhou uma Taça e eliminou o Farense [esta época]. As equipas pequenas jogam diante dos grandes com o objetivo de surpreender. Agora o Benfica tem todos os argumentos para seguir em frente e ainda por cima numa competição que me diz muito."

O árbitro

João Bento foi o árbitro designado para apitar o Estrela-Benfica. O juiz da AF Santarém vai ter Pedro Felisberto e Carlos Covão como assistentes e Flávio Lima no papel de quarto árbitro. O videoárbitro (VAR) será Hélder Malheiro, coadjuvado por Rui Cidade.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.