Terminada a final da Taça de Portugal com um triunfo por 3-1 sobre o Tondela e erguido o troféu, os jogadores do FC Porto não esconderam, depois, a euforia pela conquista da 'dobradinha', fechando com chave de ouro aquela que foi uma temporada de sonho para os azuis e brancos.

Toni Martínez: "É uma sensação única. Infelizmente, desde que cheguei a Portugal estávamos a lidar com a pandemia e ainda não tinha tido a sorte de uma final no Jamor, mas foi um dia inesquecível. Já me tinham dito que era incrível, e hoje sentimos que estávamos em casa. Foi um dia incrível. No ano passado em que não conseguimos o que queríamos, sabíamos que os jogadores e o clube vive dos títulos, essa foi a mensagem que o mister passou desde o primeiro dia, foi o que fizemos. A felicidade é ganhar títulos e este ano foi perfeito por isso".

Diogo Costa: "Festejei como se estivesse lá dentro. O nosso foco sempre esteve na equipa e não em cada um de nós, acho que assim sai tudo melhor. Era uma final, mas encaramos todos os jogos para ganhar, todos são uma final. O Tondela é como se fosse contra o Benfica e o Sporting".

Galeno: "Só tenho de agradecer ao mister pela confiança que teve em mim. Estou muito feliz por estar de volta, agora é dar continuidade ao trabalho. Vim para cá para ajudar o FC Porto e é isso que venho fazendo, foi o que disse no relvado, vou dar continuidade ao meu trabalho. O mister veio falar comigo e disse que eu não vinha substituir ninguém."

Mehdi Taremi: "Estou muito feliz. Marquei, jogámos muito bem e estamos todos contentes por mais um troféu. Foi uma boa época», atirou, comentando ainda o facto de ter jogado no Estádio Nacional pela primeira vez: «Se fosse no Dragão era muito melhor. Mas tivemos muitos adeptos aqui e ajudaram-nos muito."

Fábio Vieira: "É uma sensação fantástica. São muitos anos a trabalhar para estes momentos, para termos estas finais e estes títulos. Sou um miúdo da casa, estou cá desde os oito anos, é o clube que eu amo e poder acabar com dois títulos, os dois mais importantes, é fantástico Lembro-me de ver isto no sofá em casa, quando era miúdo, e fico muito feliz por agora ser eu a subir a escadaria neste estádio. Já tinha uma medalha da Taça de Portugal, mas agora com os adeptos é tudo diferente. Agora é tempo para descansar, festejar e depois logo se vê o que o futuro reserva."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.